Nozes, castanhas e outras oleaginosas

As nozes, assim como outras oleaginosas (castanhas, amêndoas, avelãs), são fontes de proteínas, gorduras poliinsaturadas, minerais antioxidantes, fitoquímicos e fibras e, por isso, contribuem para a manutenção da saúde.

Estudos revelam que o consumo habitual de oleaginosas (de 3 a 5 vezes por semana) reduz o risco para doenças cardiovasculares e os níveis de colesterol sanguíneos. Por isso, são considerados alimentos funcionais, uma vez que, além do seu valor nutritivo, há evidências cada vez mais forte sobre seu papel na redução do risco de cardiopatias.

As oleaginosas são algumas das principais fontes de gorduras poliinsaturadas na dieta, destacando as séries ômega-3 e ômega- 6. O consumo de ÔMEGA 3 diminui o COLESTEROL total e o nível de COLESTEROL “ruim” (LDL) no sangue, prevenindo a formação de placas de gordura nas artérias, fator de risco para doenças cardiovasculares.

A noz também contém FITOESTERÓIS, gorduras de origem vegetal que contribuem igualmente para reduzir o COLESTEROL LDL.

Além disso, as oleaginosas são fontes de arginina – um aminoácido precursor do óxido nítrico, um potente vasodilatador atuante no endotélio e que pode inibir a adesão e agregação plaquetária, contribuindo para a saúde cardiovascular.

As oleaginosas são fontes de MINERAIS, sendo os mais significativos: fósforo, selênio e manganês, e vitaminas, com destaque para a vitamina E.

O Guia Alimentar para a População Brasileira, elaborado pelo Ministério da Saúde, recomenda o consumo de uma porção diária de alimentos do grupo FEIJÕES E OLEAGINOSAS, ou o equivalente a: 4 unidades de nozes; 2 unidades de castanha-do-brasil; 4 unidades de castanha-de-caju.

Leia a matéria “Nozes: saudáveis no Natal e no ano todo”, da jornalista Yara Achôa, divulgada no canal Saúde do iG: http://saude.ig.com.br/alimentacao/nozes-saudaveis-no-natal-e-no-ano-todo/n1597404022309.html

Anúncios

3 comentários sobre “Nozes, castanhas e outras oleaginosas

    • Olá Sandra, essa é uma excelente pergunta. Devido ao conteúdo de gorduras, o amendoim costuma ser considerado uma oleoginosa. Entretanto, ele é uma LEGUMINOSA, assim como o feijão, o grão de bico e a soja, pois seus frutos se desenvolvem em vagens, sob o solo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s