Estudo mostra que a falta de sono pode levar ao aumento de peso

Fonte: Veja Saúde online

O hábito de dormir pouco leva uma pessoa a comer mais do que necessita, especialmente nos horários em que deveria estar dormindo.

Passar cinco dias dormindo pouco – menos do que cinco horas por noite — pode ser o suficiente para fazer com que uma pessoa engorde cerca de um quilo, concluiu um novo estudo da Universidade do Colorado em Boulder, nos Estados Unidos. De acordo com a pesquisa, quem passa mais horas acordado, embora gaste mais energia, come mais do que precisa e, assim, ingere uma quantidade de calorias maior do que gasta, especialmente à noite, o que acaba promovendo o ganho de peso.

Essas conclusões foram publicadas nesta segunda-feira no periódico Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS). Segundo escreveram os autores do estudo no artigo, diversos estudos já relacionaram o hábito de dormir pouco a uma maior propensão à obesidade, mas poucos conseguiram encontrar uma explicação para tal associação.

CONHEÇA A PESQUISA

Título original: Impact of insufficient sleep on total daily energy expenditure, food intake, and weight gain

Onde foi divulgada: periódico PNAS

Quem fez: Rachel Markwalda, Edward Melansonb, Mark Smitha, Janine Higginsd, Leigh Perreaultb, Robert H. Eckelb e Kenneth Wright

Instituição: Universidade do Colorado em Boulder, EUA

Dados de amostragem: 16 pessoas com uma média de 24 anos

Resultado: Dormir menos do que cinco horas por noite, durante cinco dias, pode engordar, em média, um quilo. Em comparação com pessoas que dormem nove horas por noite, quem tem um sono de apenas cinco horas gasta mais energia, mas consome mais calorias, especialmente após o jantar

Anúncios

O frio e a fome

É comum, as pessoas sentirem mais fome durante o inverno e isso acontece por dois motivos.

O primeiro é que o nosso organismo precisa de mais energia durante o inverno, para conseguir manter a temperatura corporal dentro da normalidade.

O segundo motivo é que, para muitas pessoas, o clima frio e os dias cinzentos de inverno tendem a promover certa tristeza, o que diminui a produção de serotonina – uma substância que promove a sensação de bem-estar. Com o objetivo de reverter essa situação, as pessoas buscam o prazer por meio do consumo de maior quantidade de alimentos.

Para enfrentar o inverno de maneira saudável, sem comprometer a saúde e o peso adequado, lembre-se de incluir verduras, legumes e cereais integrais nas refeições. Eles podem ser utilizados como ingredientes no preparo de uma variedade de sopas, uma opção que aquece e agrada toda a família.

Fonte: Revista NESFIT – Operação Biquíni

Link:  http://www.nestle.com.br/operacaobiquini/post/2011/05/25/O-frio-e-a-fome.aspx