Estudo mostra que a falta de sono pode levar ao aumento de peso

Fonte: Veja Saúde online

O hábito de dormir pouco leva uma pessoa a comer mais do que necessita, especialmente nos horários em que deveria estar dormindo.

Passar cinco dias dormindo pouco – menos do que cinco horas por noite — pode ser o suficiente para fazer com que uma pessoa engorde cerca de um quilo, concluiu um novo estudo da Universidade do Colorado em Boulder, nos Estados Unidos. De acordo com a pesquisa, quem passa mais horas acordado, embora gaste mais energia, come mais do que precisa e, assim, ingere uma quantidade de calorias maior do que gasta, especialmente à noite, o que acaba promovendo o ganho de peso.

Essas conclusões foram publicadas nesta segunda-feira no periódico Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS). Segundo escreveram os autores do estudo no artigo, diversos estudos já relacionaram o hábito de dormir pouco a uma maior propensão à obesidade, mas poucos conseguiram encontrar uma explicação para tal associação.

CONHEÇA A PESQUISA

Título original: Impact of insufficient sleep on total daily energy expenditure, food intake, and weight gain

Onde foi divulgada: periódico PNAS

Quem fez: Rachel Markwalda, Edward Melansonb, Mark Smitha, Janine Higginsd, Leigh Perreaultb, Robert H. Eckelb e Kenneth Wright

Instituição: Universidade do Colorado em Boulder, EUA

Dados de amostragem: 16 pessoas com uma média de 24 anos

Resultado: Dormir menos do que cinco horas por noite, durante cinco dias, pode engordar, em média, um quilo. Em comparação com pessoas que dormem nove horas por noite, quem tem um sono de apenas cinco horas gasta mais energia, mas consome mais calorias, especialmente após o jantar

Anúncios

Remédios para emagrecer

Recentemente, jornais e revistas estamparam como manchete a polêmica em torno da proibição da prescrição de determinados remédios para emagrecer.

Alguns profissionais de saúde aprovaram a medida, enquanto outros a criticaram. Quem está certo nessa discussão? Se você não quer esperar para conferir o resultado, lembre-se que a maneira mais segura e saudável de manter um peso adequado é comer alimentos variados, na quantidade certa e manter uma rotina de exercícios físicos.

Existem alguns truques para ajudar, como por exemplo, manter um diário alimentar. O diário ajuda a lembrar os itens e as quantidades que foram consumidos ao longo da semana e fazer uma comparação com as porções recomendadas pela pirâmide dos alimentos.

Definir metas para perda de peso, junto com seu nutricionista, também pode ser um bom caminho. As alterações na sua rotina não devem ser radicais e nem acontecer do dia para a noite.

Pequenas mudanças no dia a dia podem gerar grandes resultados. 

fonte: Maria Fernanda Elias (Operação Biquíni, Nesfit, Nestlé)

Quero perder peso, posso fazer apenas 3 refeições por dia?

Se sua meta para o verão é perder peso, você deve ficar atento ao seu balanço energético.  Uma pessoa perde peso quando a quantidade total de energia (calorias) que ela consome por meio dos alimentos for menor que a quantidade de energia que ela gasta fazendo as atividades cotidianas. As pessoas que mantém um equilíbrio energético não ganham nem perdem peso.

 Mas ficar de olho apenas na quantidade de calorias não é suficiente para manter sua saúde. Quando uma pessoa fica muito tempo sem comer, o nível de açúcar no sangue cai e ela começa a se sentir fraca, indisposta e a ter dores de cabeça. Esses sintomas variam de pessoa para pessoa e de acordo com a quantidade de horas que ela permaneceu em jejum. Portanto, o ideal é que haja uma distribuição dessas calorias ao longo do dia.

 O Guia Alimentar para a População Brasileira, elaborado pelo Ministério da Saúde, recomenda que para garantir a saúde sejam feitas três refeições principais por dia (café-da-manhã, almoço e jantar), intercaladas por pequenos lanches.

 Existe também uma indicação sobre a quantidade de calorias que você deve consumir em cada uma das refeições. A Pirâmide alimentar brasileira distribui as calorias da seguinte forma: 25% no café-da-manhã, 5% no lanche da manhã, 35% no almoço, 5% no lanche da tarde, 25% no jantar e 5% no lanche da noite.

 Por exemplo, se seu nutricionista recomendasse que você consumisse 1.500 calorias por dia, a distribuição ficaria da seguinte forma:

 – café-da-manhã: 375 calorias

– lanche da manhã: 75 calorias

– almoço: 525 calorias

– lanche da tarde: 75 calorias

– jantar: 375 calorias

– lanche da noite: 75 calorias

 E não se esqueça de incluir diariamente frutas, verduras, legumes e cereais integrais nas suas refeições.